continua depois da publicidade

O Bitcoin (BTC), ainda é a principal criptografia. Mas ela perdeu quase metade de seu valor desde que atingiu o preço recorde de US $ 64.000 em meados de maio. Outras criptomoedas também caíram drasticamente e as recuperações de preços em alguns casos não conseguiram se manter. Com os mercados de criptomoedas experimentando extrema volatilidade nas últimas semanas, entramos em junho com uma série de altcoins  merecendo atenção.

Vale lembrar que a perspectiva de longo prazo para as tendências do mercado de criptomoedas é positiva, com cada vez mais grandes investidores se envolvendo. Por exemplo, o investidor Carl Icahn disse à Bloomberg na semana passada que “a criptografia veio para ficar de uma forma ou de outra” e que está considerando investir de US $ 1 bilhão a US$ 1,5 bilhão em criptomoedas.

Raoul Pal, observador do mercado de criptografia e ex-executivo do Goldman Sachs, vê a recente queda dos preços como algo positivo para o desenvolvimento de longo prazo do ecossistema de criptomoedas. Em uma série de tweets, ele observou: “Os stablecoins permaneceram estáveis. Não ocorreram grandes perdas cambiais, também não há necessidade de mutualizar as perdas. Nenhum protocolo falhou. Nenhuma empresa precisava de financiamento rápido. O sistema não quebrou. Ele ofereceu risco sistêmico zero para o mundo financeiro em geral. Os especuladores perderam dinheiro e é só isso”.

Em meio a essa retomada, os analistas do site especializado Capital apontam as melhores apostas para investimento, lembrando que os tokens precisam ser vistos como trocas a longo prazo. Conheça melhor quais  altcoins têm um bom prognóstico, considerando que a lista não está em ordem de importância.

Ethereum (ETH)

Segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado depois do bitcoin, o Ether caiu drasticamente de seu preço recorde de US$ 4.300 para cerca de US$ 2.300. A perspectiva de curto prazo é de alguma baixa, com 15 indicadores técnicos emitindo sinais de baixa em comparação com 14 sinais de alta.

No entanto, no longo prazo, os observadores do mercado acreditam o ETH se recupere e retorne a novas altas, tornando-o um dos melhores criptomoedas para se investir em junho.

Outro aspecto a se considerar é que a rede Ethereum está passando por uma série de atualizações, incluindo uma transição para o algoritmo de prova de participação (PoS) com menos gastos de energia para transações de processamento e EIP-1559, que iá substituir o modelo variável de leilão de primeiro preço, atualmente utilizado para decidir as taxas de transação da Ethereum com um modelo-base de taxas mais determinístico.

Espera-se que essas atualizações impulsionem ainda mais a adoção do ETH e sua consequente valorização.

Cardano (ADA)

A criptomoeda ADA, que funciona na blockchain Cardano, cresceu rapidamente este ano para se tornar a quarta maior moeda em capitalização de mercado. Cardano é um dos maiores blockchains que já usa prova de serviço (PoS).

Seus desenvolvedores planejam lançar contratos inteligentes no final do ano, oferecendo uma alternativa ao Ethereum para aplicativos de finanças descentralizadas (DeFi) com altas velocidades e baixas taxas de transação.

O preço do ADA encontrou um relativo suporte durante a volatilidade recente. Caiu 53%, enquanto houve um declínio de 55,5% para o Ether. Sua recuperação a fez voltar a um patamar em torno de 34,7% abaixo da máxima histórica, ao mesmo tempo que o Ether permanece cerca de 45,3% abaixo de seu pico.

Outro indicado positivo é a marca de um milhão de carteiras ADA alcançada no mês passado, mostrando como a criptomoeda tem caído no gosto dos investidores.

A perspectiva de curto prazo para o ADA é de alta, de acordo com a CoinCodex, com 23 indicadores técnicos dando sinais de alta, em comparação com apenas quatro indicações de baixa. No longo prazo, os analistas preveem que o preço do ADA voltará a subir acima de US$ 2 e será negociado em novas grandes altas nos próximos anos.

Polygon (MATIC)

O protocolo Polygon, antes conhecido como MATIC Network, visa ajudar os desenvolvedores a criar blocos compatíveis com Ethereum. O protocolo pode então conectar os blockchains para que o Ethereum possa se tornar um sistema multi-chain que o Polygon chama de ‘Internet de Blockchains’.

O preço do MATIC oscilou muito nas últimas semanas, atingindo seu preço recorde em 18 de maio, quando o bilionário investidor Marc Cuban confirmou que havia investido no projeto.

O preço passou de US$ 2,68 do dia 18 para US$ 0,75 em 23 de maio, recuperando-se para US$ 2,44 em 26 de maio, antes de cair para menos de US$ 2 nos últimos dias. Vale lembrar que o preço acompanhou a “montanha-russa” das outras criptomoedas.

O sentimento de curto prazo sobre a moeda MATIC, de acordo com o Coin Codex, com 24 indicadores técnicos apontando para sinais de alta, enquanto cinco oferecem sinais de baixa. Considerando isso, a moeda deve atingir novos máximos a longo prazo.

Vale lembrar que no início de 2021, o Polygon ocupava o 113° lugar no ranking das maiores criptomoedas do mundo. Passados pouco mais de cinco meses, ele está na 15ª posição, com um crescimento de 12.000%.

SushiSwap (SUSHI)

SushiSwap é uma bolsa de criptomoeda descentralizada (DEX), lançada em setembro de 2020 como um hard fork da Uniswap. A plataforma SushiSwap cobra uma taxa de 0,3% sobre as transações em seus pools de liquidez e o token SUSHI recompensa os usuários com uma parcela da taxa.

Após a recente liquidação, o SUSHI está sendo negociado em torno de US$ 10-11, abaixo de seu máximo histórico de US$ 22,52, atingido em 18 de maio. Alguns observadores de mercado apontam que, com base em sua receita anual de taxas de cerca de US$ 1,39 bilhão e uma capitalização de mercado de quase US$ 14 bilhões, o SUSHI estaria subvalorizado.

Jeff Dorman, diretor de investimentos da empresa de gestão de ativos digitais Arc, disse: “O SUSHI agora está claramente mal posicionado, mesmo com base no FDV [valor totalmente diluído] após a contabilização da inflação”.

O sentimento de curto prazo é de baixa, de acordo com a CoinCodex, com 15 indicadores técnicos emitindo sinais de baixa e oito indicadores apontando para alta. Mas a Digitalcoin prevê que o preço atingirá novos picos de alta até o final deste ano.

Chainlink (LINK)

Uma rede de processamento de dados descentralizada, o Chainlink é um dos primeiros protocolos a facilitar a integração de dados fora da cadeia em contratos inteligentes usando uma rede Oracle. Isso permite que os blockchains interajam com dados externos, eventos e métodos de pagamento com segurança, fornecendo as informações de que os contratos inteligentes complexos precisam para oferecer suporte a recursos avançados em aplicativos descentralizados e NFTs.

O preço do LINK atingiu US$ 52,88 em 10 de maio, caindo para US$ 15,09 no dia 23, mas teve um salto para US$ 29 nos últimos dias. Alguns observadores consideram o token subvalorizado abaixo de US$ 40. As previsões dão conta que poderá retornar a esse nível no final do ano.

No curto prazo, os indicadores técnicos são de baixa, com 15 indicadores dando sinais de baixa e 11 indicadores oferecendo sinais de alta.

 

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!