continua depois da publicidade

A proprietária do Google, Alphabet Inc, relatou nesta terça-feira (26) vendas de anúncios mais altas do que o esperado no terceiro trimestre, um sinal de que a empresa está superando novos limites no rastreamento de usuários de celular e que as compras online estão mais populares do que nunca antes da temporada de férias.

Por meio de seu mecanismo de busca, serviço de vídeo do YouTube e parcerias na web, o Google vende mais anúncios na Internet do que qualquer outra empresa. A demanda por seus serviços aumentou no ano passado, à medida que a pandemia forçou as pessoas a ficarem mais tempo online e seus novos hábitos persistiram.

A receita de publicidade do Google aumentou 41% para US$ 53,1 bilhões durante o terceiro trimestre. As vendas gerais da Alphabet saltaram para US$ 65,1 bilhões, acima da estimativa média de US$ 63,3 bilhões entre os analistas acompanhados pela Refinitiv.

“A mudança do consumidor para o digital é real e continuará mesmo quando começarmos a ver as pessoas retornando às lojas”, disse Philipp Schindler, diretor de negócios do Google. “A conclusão subjacente é que as pessoas querem mais opções, mais informações, mais flexibilidade e não vemos essa reversão.”

As ações caíram 0,93% para $ 2.760,19 após a divulgação dos resultados financeiros após o expediente.

O lucro trimestral foi de US$ 18,936 bilhões ou US$ 27,99 por ação, superando as expectativas de US$ 24,08 por ação e marcando um terceiro trimestre consecutivo de lucro recorde. O lucro da Alphabet está sujeito a grandes flutuações porque as regras contábeis exigem que a empresa mensure os ganhos não realizados de seus investimentos em startups como receita.

Os investidores se prepararam para alguns desafios de vendas do Google.

A ansiedade dos consumidores sobre como o Google e outras empresas usam seu comportamento de navegação para traçá-los e, em seguida, escolher quais anúncios exibir se espalhou. No último desafio, a Apple Inc, cujos iPhones respondem por metade dos smartphones nos Estados Unidos, deu a seus usuários mais controle para interromper o rastreamento nos últimos meses. A mudança levou os anunciantes a recalibrar seus gastos de uma forma que os rivais do Google Snap Inc e Facebook Inc disseram ter prejudicado suas vendas no terceiro trimestre. (Com informações de Reuters).

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!