continua depois da publicidade

Qualquer pessoa que possui algum bem valioso precisa guarda-lo em um local seguro. Assim como joias, ouro ou dinheiro, as criptomoedas como o Bitcoin devem ser armazenadas em algum lugar. Mas como as criptomoedas são digitais, esse lugar seguro também precisa ser o mais digital possível.

Existem diferentes tipos de carteiras criptográficas e é aí que começa a agonia de escolher uma carteira. Se você deseja encontrar a carteira perfeita para sua criptomoeda, deve primeiro esclarecer alguns critérios: a quantidade de Bitcoin que deseja manter, a frequência com que deseja comprá-la e vendê-la e, por último, mas não menos importante, a negociação. A seguir, apresentaremos os diferentes tipos de carteiras.

Que tipos de carteiras existem?

Existem carteiras quentes e carteiras frias. As primeiras são aquelas baseados em software e conectadas à Internet, portanto, são mais vulneráveis. As carteiras quentes vêm na forma de carteiras de câmbio, carteiras móveis e carteiras de desktop.

As carteiras frias são mídias de armazenamento físico, incluindo carteiras de papel ou carteiras de hardware, uma vez que estes não estão ligados a um computador de forma alguma ou apenas por um curto período de tempo, são considerados particularmente seguros.

A principal diferença entre ambas é que as carteiras quentes estão online enquanto as carteiras frias estão offline. As carteiras frias são consideradas mais seguras porque oferecem menos pontos de ataque para hackers.

Por que existem diferentes tipos de carteira?

As carteiras individuais oferecem vantagens e desvantagens: muitas vezes vale a pena usar várias carteiras ao mesmo tempo. Quem negocia diariamente se beneficiará de uma carteira de desktop. Quem quiser usar criptomoedas como meio de pagamento deve considerar usar uma carteira móvel – e quem considerar seu Bitcoin como investimento deve recorrer a uma carteira fria ou carteira de papel.

O que uma carteira realmente armazena?

A principal função de uma carteira é armazenar e lidar com criptomoedas. Embora geralmente falemos de carteiras digitais em analogia às carteiras físicas que carregamos em nossos bolsos, as carteiras criptográficas não armazenam criptomoedas. Afinal, um bitcoin realmente não existe. É apenas uma entrada no livro-razão de um blockchain.

O que é realmente armazenado em uma carteira criptográfica é a frase semente e suas chaves privadas que correspondem aos respectivos ativos. Se você perder o acesso à sua carteira e não tiver como encontrá-la novamente, suas criptomoedas ainda estarão presentes no blockchain, mas não poderão mais ser usadas porque as chaves privadas correspondentes foram perdidas.

Pense numa carteira criptográfica como um cofre ou tesouraria. Para acessar seus ativos, você precisa de uma chave na forma de uma senha. Qualquer pessoa que conheça seu local de armazenamento (endereço público) e a senha correspondente (chave privada) pode acessar sua carteira. Se alguém conhece o local de armazenamento, isso não é um problema, pois os estoques são mantidos com segurança no blockchain.

No entanto, se você perder suas chaves ou elas forem roubadas, você não poderá mais acessá-las ou outra pessoa terá acesso ao seu crédito. Portanto, você deve proteger suas chaves adequadamente e mantê-las em um local seguro. Por isso, é extremamente importante escolher uma carteira seguro e que mais se adeque as suas necessidades.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!