continua depois da publicidade

Finalmente se confirmou o rumor e a criptomoeda Dogecoin (DOGE) é listada na Coinbase, maior exchange dos Estados Unidos. O anúncio foi divulgado no blog da exchange dia 1 de junho. As as negociações da criptomoeda serão definitivamente liberadas a partir desta quinta (3), embora esteja condicionada à liquidez do mercado.

Um dia após o anúncio, o preço da DOGE disparou 30% , sendo negociada a US$ 0,43 na manhã desta quarta-feira (2), indica o CoinMarketCap. Mesmo assim, a criptomoeda-meme continua bem abaixo dos de US$ 0,74,  sua máxima histórica.

A valorização ocorre enquanto o CEO da Tesla, Elon Musk, voltou a falar dela no Twitter. O bilionário é conhecido por atuar como um tipo de garoto-propaganda e suas publicações geralmente mexem com o preço dela.

Nesta quarta que encontrou uma foto dele de criança. Na imagem, há um cachorro da raça Shiba Inu. Embora não tenha usado o nome do token, a mensagem dizia que ele havia encontrado uma foto sua quando criança, datada de 1980. O meme que ilustrava o tuíte dizia “tenho que manter minha paixão escondida do público ou estarei socialmente banido”. Na imagem, vê-se um cachorro da raça Shiba Inu, símbolo da DOGE.

A listagem da DOGE na Coinbase dividiu opiniões. Nas redes sociais, muitos criticaram o reconhecimento de uma criptomoeda tão controversa em detrimento de outras com projetos mais consolidados. Também houve quem especulasse que a listagem é apenas uma forma da exchange buscar o lucro com as taxas de negociação.

Desprezada por muito, DOGE viveu dias de glória entre 13 de abril e 8 de maio, quando, impulsionada pelas redes sociais atingiu a sua máxima histórica. O gráfico dos últimos 3 meses dá uma ideia dessa abrupta valorização.

Como todas as outras criptomoeda, ela sofreu com a correção do mercado e nos últimos 30 dias, perdeu mais de 50% de seu valor, com tendência de alta no momento em que esta matéria é publicada.

Fases de lançamento

Para os fãs do token, a expectativa é de alta, após o término de todo o processo de listagens na Coinbase, que  tem em quatro fases, na seguinte ordem:

  • Transferência: traders podem transferir o ativo digital para sua conta no Coinbase Pro. Nessa altura, negociações de compra ou venda não são permitidas;
  • Pós-transferência: inicia quando os clientes podem criar ordens limite, que ainda não serão executadas. Os livros de ordens ficam no modo “criação de ordens” por um minuto, no mínimo;
  • Ordens limite: as ordens limite começam a encontrar preços correspondentes, é um referencial, pois ainda não há execução;
  • Negociação total: os serviços de negociação completa são liberados. É possível incluir ordens de compra e venda, limite, mercado e stop.

Conforme anunciado, os pares de negociação será inicialmente DOGE/Bitcoin (DOGE/BTC). Mais tarde, serão criados mais três pares: DOGE/Dólar (DOGE/USD), DOGE/Euro (DOGE/EUR) e DOGE/Libra (DOGE/GBP).

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!