continua depois da publicidade

A fabricante de máquinas de mineração de bitcoin (BTC) Canaan, com sede na China, levou parte de suas operações para o Cazaquistão, onde poderá voltar minerar criptomoedas com liberdade.

O anúncio veio poucos dias após a BIT Mining, quinta maior mineradora do mundo, responsável pelo pool que valide 10.4% dos blocos no blockchain do Bitcoin, também mudar parte de seu maquinário para o país vizinho.

Desde 19 de junho o governo da China intensificou a perseguição à criptografia, fechando mineradoras em diferentes províncias, cortando o fornecimento de energia mesmo das que tinham permissão para operar. A medida veio acompanhada pela derrubada de perfis nas redes sociais que falavam sobre cripto e restrições à operações de exchanges.

No inicio do mês, a revista Fortune, apontou o retorno financeiro que o Cazaquistão pode ter com a mineração de criptomoedas, devendo atrair várias empresas forçadas a abandonar a China. O país também foi escolhido por empresas dos Estados Unidos, que apostam na energia barata e baixo custo para construção de novas infraestrutura de mineração.

Conforme o anúncio em seu site, a Canaan já está operando suas unidades de AvalonMiner no Cazaquistão, mas sem dar detalhes. Um porta-voz da empresa disse à imprensa que “o primeiro lote de máquinas de mineração em pequena escala” e prevê “um aumento gradual para ter funcionalidade operacional completa ao longo do tempo”.

A recentemente listada na NASDAQ, a Canaan é especializada em servidores blockchain e soluções de microprocessador ASIC para uso na mineração de bitcoins. Agora, além de oferecer o hardware, passa a investir na extração de criptomoedas. Ela ficou famosa ao ser a primeira empresa a projetar um dispositivo especial de mineração, em 2013, quando a indústria que conhecemos hoje estava começando.

O anúncio da mudança fez os preços das suas ações subirem, operando em alta de quase 5%. Segundo a Cannan, eles não estão mudando sua estratégia de negócios. “Acreditamos que nosso negócio de mineração de bitcoin autônomo nos ajudará a melhorar nosso desempenho financeiro; além de expandir nossos negócios. À medida que integramos mais recursos da indústria em nossas operações, acreditamos que este segmento de negócios nos permitirá revitalizar o estoque de máquinas de mineração, nos proteger da volatilidade do bitcoin e garantir estoques suficientes durante as altas do mercado”.

Nangeng Zhang, CEO da Canaan, disse que a flutuação do preço da criptomoeda é responsável pelo desequilíbrio da oferta e da demanda por máquinas de mineração.

Conforma o comunicado de sua empresa, “quando a atividade do mercado é elevada, o negócio de mineração também se beneficia ao colocar em uso a capacidade de processamento de máquinas mais antigas. O resultado será uma melhoria considerável no planejamento de estoque e otimização da cadeia de suprimentos ao longo do ano e não afetado pelo preço do bitcoin.” Isso indica que ela pode estar dando uma sobrevida a equipamentos mais antigos num cenário que ainda não se formou.

A mudança do maquinário para o Cazaquistão foi acompanhado de seu primeiro centro estrangeiro de serviços de pós-vendas, necessidade identificada com o recente aumento de suas vendas globais. Ela não fechou as operações na China, mas aparentemente o governo cazaque está oferecendo muitas vantagens para quem quiser se instalar no país, sobretudo pelo preço baixo da energia elétrica.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!