continua depois da publicidade

Após ter ido ao espaço no dia 20 de julho, o bilionário Jeff Bezos tem procurado a Nasa para contestar a decisão de contratação da empresa espacial SpaceX de Elon Musk, para a missão de construir um módulo de pouso lunar que levará o homem de volta a lua em 2024.

Num processo que segue em sigilo num Tribunal Federal em Washington, a empresa Blue Origin fundada por Jeff Bezos defende que o processo de avaliação levado a cabo pela NASA foi “injusto e impróprio”.

Isso porque inicialmente a NASA teria divulgado que contrataria duas empresas para a missão, porém o orçamento atual da agência espacial a impediu de selecionar duas empresas.

Com isso, Bezos se ofereceu para cobrir até US$ 2 bilhões dos custos da Nasa para que o contrato fosse reconsiderado, mas sua oferta foi rejeitada.

O órgão fiscalizador dos EUA (Government Accountability Office, ou GAO), rejeitou a reclamação da Blue Origin, afirmando que a Nasa não havia “agido indevidamente” ao entregar o contrato a uma única empresa.

Agora, a agência espacial dos EUA deve apresentar uma resposta à ação legal antes de 12 de outubro.

Share.
continua depois da publicidade