continua depois da publicidade

EBITDA vem do inglês que significa lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização. Cada letra da sigla significa: Earnings, Before, Interest, Taxes, Depreciation e Amortization.

Lucro: O lucro líquido ou prejuízo líquido (também conhecido como lucro ou prejuízo) de uma empresa.

Juros: também chamados de despesas de juros, os juros são o custo que uma entidade incorre para pedir dinheiro emprestado.

Impostos: contribuições obrigatórias que as empresas pagam ao governo.

Depreciação: Redução no valor de um ativo físico ao longo de sua vida útil (por exemplo, um carro da empresa perdendo valor após a compra).

Amortização: semelhante à depreciação, a amortização mostra a redução no valor de um empréstimo ou ativo não físico ao longo do tempo (por exemplo, pagando dívidas).

Ele pode ser definido como uma métrica que avalia o desempenho financeiro de determinada empresa, sendo que ele costuma ser mais útil para comparar dois negócios semelhantes ou para tentar determinar o potencial de fluxo de caixa de uma empresa.

Vantagens do EBITDA

Através desta métrica é possível comparar e analisar a lucratividade entre empresas e setores.

O EBITDA deixa um número que reflete melhor a rentabilidade operacional de uma empresa, que pode ser efetivamente comparada entre empresas por proprietários, compradores e investidores.

É por esse motivo que muitos empregam o EBITDA em relação a outras métricas ao decidir em qual empresa investir.

Desvantagens do EBITDA

O EBITDA pode ser uma ferramenta útil para entender melhor os resultados operacionais subjacentes de uma empresa, comparando-os com negócios semelhantes, e entender o impacto da estrutura de capital da empresa em seus resultados financeiros e fluxos de caixa. No entanto, usar o EBITDA incorretamente pode ter um impacto negativo em seus retornos.

Além do mais, ele exclui alguns valores importes que devem ser analisados, como impostos, depreciação e demais despesas monetárias.

O EBITDA não deve ser usado exclusivamente como uma medida do desempenho financeiro de uma empresa, nem deve ser motivo para desconsiderar o impacto da estrutura de capital de uma empresa em seu desempenho financeiro.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!