continua depois da publicidade

Os FIIs podem oferecer retornos fantásticos para todos os investidores com um rendimento de dividendos mais alto do que a maioria das ações.

Investir em imóveis é uma das clássicas alocações de ativos que os investidores devem escolher, mas nem todo mundo possui ou deseja ter um imóvel físico.

Acreditamos que um imóvel vai se valorizar sozinho com o passar dos anos, sem que precise ser feito nada. Porém, nem sempre é assim, já que imóveis físicos com o passar do tempo podem precisar de reformas e ainda geram outros gastos como impostos, taxas de água, luz e esgoto e etc.

E é ai que está a grande questão dos FIIs, já que eles permitem que você tenha a oportunidade de participar do investimento em imóveis sem muitas das dores de cabeça que acompanham essa classe de ativos, como encontrar a propriedade, aprovar o empréstimo e encontrar locatários, manutenção e muito mais. Eles dão aos investidores a oportunidade de experimentar os benefícios econômicos de possuir um imóvel sem nenhuma das dificuldades do dia-a-dia associados a ser um proprietário tradicional.

Através dos FIIs é possível investir em muitos setores diferentes, incluindo hospitais, condomínios, varejo, shoppings, escritórios, galpões, centros de armazenamento entre outros.

Por essas razões, os FIIs podem ser investimentos atraentes para investidores de longo prazo que procuram se beneficiar da receita e da valorização de ativos reais.

Hoje temos muitos Fundos Imobiliários disponíveis que são negociados nos mercados públicos, e por isso os investidores têm a oportunidade de fazer uma varredura no setor e investir apenas no melhor dos melhores. Afinal, não é porque os FIIs podem ser uma fonte de alta renda para seu portfólio, isso não significa que você pode ser indiferente quando se trata de selecionar em qual confiará seu dinheiro arduamente ganho.

Para fazer isso, um investidor deve entender como analisar os FIIs. Isso não é algo tão difícil, mas pode ser um pouco trabalhoso. Antes de investir nesses ativos é necessário avaliar os relatórios gerenciais, conhecer tanto o portfólio quanto as perspectivas de crescimento de determinado fundo. É importante escolher fundos que tenham uma diversificação de segmentos entre os seus produtos. Dessa forma, se evita riscos de quando determinados setores sofrem impactos maiores do que outros.

Quando um fundo tem no seu portfolio imóveis bem localizados e planejados, eles crescem com o tempo e junto também crescerá o seu patrimônio.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!