O aplicativo Samsung Blockchain Wallet recebeu uma atualização que permitirá aos donos de smartphones Galaxy usar o software para gerenciar ativos de carteiras de hardware. Isso inclui as conhecidas Ledger Nano X e Nano S.

A nova versão do app torna mais fácil o recebimento de criptomoedas armazenadas offline, nas chamadas carteiras frias (cold wallets). A novidade facilitará a vida de quem usa as criptomoedas para investimento de médio e longo prazo.

Desde o lançamento do Galaxy S10, em 2019, o Blockchain Wallet permitia o armazenamento criptomoedas. A partir da nova atualização ficou mais fácil a transferência de moedas digitais de um hardware dedicado – como pendrives e HDs – para um smartphone compatível, usando Bluetooth ou cabo USB.

Woong Ah Yoon, vice-presidente da divisão de blockchain da Samsung, explicou que “Ao fornecermos suporte para carteiras de hardware não oferecemos aos nossos clientes apenas uma solução aprimorada, mas também um nível totalmente novo de segurança”.

Uma das inovações do aplicativo é um feed de notícias, mostrando notícias sobre criptomoedas do site CoinDesk. Além disso, seus usuários poderão usar aplicativos descentralizados (DApp) que usam a tecnologia blockchain para autenticação de troca de ativos digitais. Os DApps e as chaves privadas usadas para criptomoedas ficam armazenadas na Samsung Blockchain Keystore, que de possui bloqueios de segurança como opção do uso de PIN ou impressão digital.