continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira (7) o presidente-executivo da mineradora brasileira de minério de ferro Vale SA disse que a empresa parou de estudar a divisão da unidade de metais básicos, um plano antigo da empresa.

“Ainda não estamos falando de uma cisão. O problema aqui é o tamanho do negócio”, disse Eduardo Bartolometo, CEO da Vale durante o Financial Times ‘Mining Summit.

Os comentários parecem retroceder a um antigo plano de venda da unidade, que ainda estava sendo cogitado até abril deste ano. Mesmo assim, o plano havia sido desenvolvido pela primeira vez em 2014, adiado para 2015, e então a ideia foi temporariamente abandonada.

Bartolometo disse que parte do problema é o valor do negócio, dizendo que ele gera US$ 3,5 bilhões em receita por ano, o que colocaria o valor de venda em vários múltiplos desse valor.

A Vale, uma das maiores mineradoras de minério de ferro do mundo, ainda enfrenta as consequências do rompimento de uma barragem em 2019, que matou 270 pessoas na cidade de Brumadinho.

Além das vidas perdidas, dos danos ambientais, multas e complicados processos judiciais que visavam seus principais executivos, o incidente também deprimiu o valor da empresa. (Com informações de Reuters).

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!