continua depois da publicidade

Desde a ascensão improvável da criptomoeda de meme DogeCoin (DOGE) que teve uma subida estratosférica em 2021 após muito tempo sendo considerada só uma piada, outros tokens tem se apresentado como o “Doge Killer”, o “matador de Doge”.

Os criadores do Shiba Inu, que teve um crescimento muito ´rápido agora estão apostando no token LEASH, literalmente “coleira”, cujo nome oficial é justamente “Doge Killer” não é à toa. Seu objetivo declarado é substituir a moeda queridinha de Elon Musk no coração dos traders em todo o mundo.

Desde o final de maio a LEASH está disponível na exchange descentralizada UniSwap (UNI) e está crescendo rapidamente em popularidade. Em 4 de julho, ele surpreendeu o mercado aparecendo em primeiro lugar no ranking do CoinMarketCap que indicava os criptoativos mais buscados nos Estados Unidos na semana.

“Aqui estão os Tokens de maior tendência da semana passada nos EUA! Algum desses tokens está em seu portfólio?”

Passando pelo mesmo ciclo de quedas recentes que a maioria das criptomoedas, o ativo conseguiu acumulaer uma valorização de aproximadamente 40% nos últimos 14 dias, aumentando sua capitalização de mercado para mais de US$ 350 milhões.

A lista do CoinMarketCap, que monitora vários índices do mercado, mostra que a maioria dos ativos “populares” no momento são moedas meme ou de projetos pouca conhecidos, incluindo a “Baby Doge”, que também é considerada um fenômeno de valorização.

Claro, quem conhece o histórico da criptografia saber que não é novidade moedas surgirem, ganharem popularidade em pouco tempo, aumentarem de preço, para depois derreter e cair no esquecimento.

Mas o LEASH tem algumas boas prerrogativas. Seus desenvolvedores são conhecidos, o que elimina o risco de rugpull. Ela opera no projeto de DEX, no ecossistema da ShibaSwap. Além disso, diferentemente da maioria das criptomoedas meme, seu fornecimento é bem mais limitado, com aproximadamente 107 mil unidades disponíveis. A escassez pode ajudar a explicar porque conseguiu se sobressair em meio à multidão de novos projetos lançados todo mês.

Enquanto cada token de Shina Inu ainda vale frações de dólar, em 24 de maio a LEASH foi lançada com valor estimado em US$ 2.276, alcançou sua máxima histórica de US$ 4.528 em m 28 de julho. Mas não manteve o patamar, sendo negociada a US$ 3.326, quando esta matéria é escrita. Mesmo assim, teve uma valorização de 34.1% nos últimos 30 dias.

Antes de decidir comprar LEASH os investidores precisam avaliar vários indicativos e se informarem sobre o projeto. O mercado de criptomoedas é acostumado com a alta volatilidade dos ativos. A compra por impulso, apenas porque “todo mundo” está falando de um determinado token nunca é recomendada.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!