continua depois da publicidade

A queda do bitcoin nos últimos dias teve um efeito colateral que agradou os gamers. A redução do interesse por mineração deixou as placas de vídeo mais baratas. Segundo o site especializado Tom’s Hardware, alguns modelos de placa de vídeo recuaram até 45% nos EUA de maio para junho. No Brasil, a queda foi de até 30%.

Um exemplo é a GeForce GTX 1650 Super, fabricação da Asus que usa a GPU da Nvidia, uma das mais buscadas por gamers brasileiros, conforme dados do Google. Nesta terça-feira (22), a função “histórica de preço” do site Vigia de Preço indica o custo de R$ 1.799, cerca de 30% menor dos R$ 2.500 que constava apenas dois dias antes.

No mesmo site, a GeForce GTX 1050Ti de 4GB, fabricada pela PCYes, mostrava o preço de R$ 2.350, cerca de 25% menor do que na semana passada, quando custava R$ 3.160.

Claro, nem todas a placas caíram ao mesmo tempo. Algumas, como a Geforce Gtx 1660 de 6 GB da Galax, nos últimos dias viu o preço médio disparar de R$ 1.348 para R$ 5.644, indica o Vigia de Preço.

As avaliações desta semana são que o mercado de placas de vídeo foi atingida pela decisões do governo chinês de impedir a mineração de criptomoedas em seu território. Desde o mês passado as autoridades chinesas estão coibindo a mineração em diversas províncias, cortando o fornecimento de energia elétrica das “fazendas” que reúnem milhares de placas de vídeo usadas com esse propósito.

A ligação dessas medidas restritivas com o interesse na compra de equipamentos computacional para  mineração fica mais evidenciado pela queda das placas usada para geração de Ethereum (ETH), cujo preço também despencou.

Nesta terça-feira (22), o BTC caiu para o patamar de US$ 30.000, menor preço desde janeiro deste ano, e o ETH bateu em US$ 1.772, recua quase 60% da máxima de abril.

Nvidia lançará equipamentos específicos para mineração

Após muita especulação, a Nvidia anunciou o lançamento de linhas diferentes para games e mineração de criptomoedas.

A empresa manterá o bloqueio para mineração, conforme mostra o site especializado TechRadar. A próxima geração de GPUs da Nvidia, com a GeForce RTX 3080 Ti e a RTX 3070 Ti, pode estabelecer um outro patamar, com seus novos processadores de mineração de criptografia (CMPs).

Esses modelos não são boas para games, mas oferecem excelentes resultados para quem minera Ethereum, por exemplo, com alta taxa de hash e baixo consumo de energia.

A Nvidia usará nos novos modelos o CMP 170HX, que tem uma taxa de hash Ethereum de 164 MH/s (megahash por segundo), com um consumo de energia de 250W, ou seja, cerca de 0,65 MH por cada watt consumido.

Por causa da pandemia, o mercado de informática sofreu com a falta de semicondutores. Com isso, as placas de vídeo (GPUs) subirem muito de preço e ficarem escassas, com algumas literalmente se esgotando nas lojas logo após o lançamento.

Alguns analistas apontavam que isso foi devido ao aumento de consumo do hardware pelos mineradores de criptomoedas, entusiasmados com o aumento dos preços dos tokens este ano.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!