continua depois da publicidade

A influência do bilionário Elon Musk no mercado cripto é bastante conhecida. O dono da fábrica de automóveis elétricos Tesla e CEO do projeto espacial SpaceX vem sendo responsabilizado por ter derrubado o preço de várias moedas, após ter falado publicamente sobre os tokens na televisão e nas redes sociais.

Revoltados, alguns investidores decidiram para lançar uma “criptomoeda de protesto”, batizada de StopElon (Pare o Elon). Curiosamente, seus idealizadores estipularam uma meta clara: adquirir capital suficiente para comprar ações majoritárias da Tesla e assumindo controle da montadora

O StopElon tem as mesmas características “meme” do Dogecoin e não foi levada a séria pela maioria dos traders, mas conseguiu uma capitalização de mercado acima de US$ 17 milhões em apenas dois dias. Gerada na smart chain da Binance,  ela cresceu 1800% nas primeiras 24 horas após seu surgimento, em 18 de maio,- passando de US$0.0000019 para US$0.00003679 a unidade.

No momento, a oferta total oferece 50% das moedas que já em circulação e disponibilizadas para a compra. Ao mesmo tempo, coloca 40% em “coin burn” visando uma redução de oferta. Um dos responsáveis pelo projeto, identificado apenas como “Daniel”, explicou que o número de moedas será limitado para evitar que uma grande quantia do dinheiro seja retido com taxas e limites máximos de transação.

Daniel reclama que as atitudes do bilionário causam impacto um grande número de pessoas que lidam com criptomoedas, pois ele fala sem se preocupar com as consequências.

“Elon é um homem inteligente, ele sabe o que está fazendo e sabe a influência que tem no mundo das criptomoedas, mas está usando isso para manipular o mercado”, disse o investidor e criador do StopElon ao Money Control.

Resultado das declarações de Elon

Por ser um bilionário famoso, as opiniões de Elon Musk sobre como ganhar dinheiro são ouvidas com atenção por milhões de pessoas em todo o mundo. Dia 8 de maio, Musk fez uma participação especial no Saturday Night Live, conhecido programa de comédia da televisão americana. A Nielsen, empresa mundial de pesquisa de marketing e medidora de audiência, o episódio que contou com o CEO da SpaceX da Tesla foi o terceiro mais assistido da temporada no país.

Em um dos esquetes, ele se apresentou como um especialista em finanças e falou sobre o mercado de criptomoedas. Ele chamou a Dogecoin de “golpe”. Logo após o programa, a criptomoeda passou a cair forte, recuando ao patamar de US$ 0,42 — uma baixa de mais de 30%.

Dias depois, ele fez declarações no Twitter, dizendo que a Tesla não ofereceria mais a possibilidade de pagamento dos carros em Bitcoin. A justificativa é que, o processo de mineração seria prejudicial ao meio ambiente. O anúncio causou uma queda generalizada no valor do dogecoin, binance coin e diversas outras.

Por exemplo, o bitcoin teve queda de 14% sobre seu próprio valor, sendo negociado pouco abaixo dos US$ 49 mil. Nos últimos meses, a cotação da moeda digital manteve-se estável, acima dos US$ 56,5 mil. A cotação do dogecoin caiu 13% após uma nova declaração do executivo no Twitter em 12 de maio. Na semana passada, o Dogecoin chegou a custar US$ 0,74 e regrediu aos US$ 0,39 após o tweet.

A Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, reagiu às declarações de Musk e também viu sua própria criptomoeda, a Binance Coin, ser afetada pelas falas do bilionário, com uma queda de 12% em seu valor

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!