continua depois da publicidade

A Tesla divulgou neste sábado (02) entregas recordes de veículos elétricos no primeiro trimestre, atendendo amplamente às estimativas dos analistas, mas a produção caiu em relação ao trimestre anterior, devido a interrupções na cadeia de suprimentos e a suspensão de uma fábrica na China.

“Este foi um trimestre *excepcionalmente* difícil devido a interrupções na cadeia de suprimentos e à política de zero Covid da China”, tuitou o presidente-executivo Elon Musk. “O excelente trabalho da equipe da Tesla e dos principais fornecedores salvaram o dia.”

A Tesla entregou 310.048 veículos no trimestre, um ligeiro aumento em relação ao trimestre anterior e um aumento de 68% em relação ao ano anterior. Wall Street esperava entregas de 308.836 carros, segundo dados da Refinitiv.

A Tesla produziu 305.407 veículos de janeiro a março, abaixo dos 305.840 do trimestre anterior.

A montadora mais valiosa do mundo, navegou pela pandemia e pelas interrupções da cadeia de suprimentos melhor do que os rivais e sua nova fábrica em Xangai vem impulsionando o crescimento.

Mas um recente aumento nos casos de COVID-19 na China forçou a Tesla a suspender temporariamente a produção na fábrica de Xangai por vários dias em março e abril, enquanto a cidade fecha para testar os residentes para a doença.

As entregas foram “melhores do que o esperado, devido aos problemas da cadeia de suprimentos”, disse Daniel Ives, analista da Wedbush, em um relatório.

A Tesla disse que vendeu um total de 295.324 sedãs Model 3 e veículos utilitários esportivos Model Y, enquanto entregou 14.724 sedãs de luxo Model S e SUVs premium Model X.

AUMENTO DE PREÇO

A disparada dos preços da gasolina estimulada pela crise na Ucrânia deve alimentar a demanda por carros elétricos, mas a falta de estoque e os preços mais altos dos veículos pesariam nas vendas, disseram analistas.

Em março, a Tesla elevou os preços na China e nos Estados Unidos depois que Musk disse que a montadora norte-americana estava enfrentando uma pressão inflacionária significativa em matérias-primas e logística após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Toyota e GM, Hyundai Motor relataram na sexta-feira (01) vendas mais baixas nos EUA no primeiro trimestre do que no ano anterior.

Musk disse em outubro que Xangai superou sua fábrica de Fremont, Califórnia – a primeira fábrica da empresa – em produção. As duas fábricas são críticas para a meta da Tesla de aumentar as entregas em 50% este ano, já que a produção em suas novas fábricas deve aumentar lentamente em seu primeiro ano.

A Tesla começou a entregar veículos feitos em sua fábrica em Gruenheide, Alemanha, em março e as entregas de carros feitos em sua fábrica em Austin, Texas, deveriam começar em um futuro próximo.

As ações da empresa dispararam depois que a Tesla revelou nesta semana planos de buscar a aprovação dos investidores para aumentar seu número de ações para permitir um desdobramento de ações. As ações da Tesla subiram cerca de 3% até agora este ano, enquanto as ações da GM e da Ford caíram. (Com informações de Reuters)

 

 

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!