continua depois da publicidade

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) informou ontem (1) que está investigando um desvio na descida do voo do foguete da Virgin Galactic que carregou o bilionário britânico Richard Branson até a borda do espaço em 11 de julho.

A revista New Yorker relatou anteriormente que o regulador estava investigando uma descida fora do curso. Um porta-voz da FAA disse à Reuters que o veículo “desviou-se de sua autorização para o Controle de Tráfego Aéreo ao retornar ao Spaceport America. A investigação da FAA está em andamento”.

A Virgin Galactic reconheceu em um comunicado que “a trajetória final do voo se desviou de nosso plano inicial”, mas acrescentou que “não voou fora dos limites laterais do espaço aéreo protegido”.

A empresa disse que “o voo caiu abaixo da altitude do espaço aéreo por uma curta distância e tempo (1 minuto e 41 segundos) antes de retornar ao espaço aéreo restrito”.

Ele acrescentou que “em nenhum momento o navio viajou acima de qualquer centro populacional ou causou perigo ao público”. A empresa disse que está “trabalhando em parceria com a FAA para tratar do espaço aéreo para voos futuros”.

A Virgin Galactic disse que “quando o veículo encontrou ventos de alta altitude que mudaram a trajetória, os pilotos e sistemas monitoraram a trajetória para garantir que permanecesse dentro dos parâmetros da missão”.

O New Yorker relatou que durante o voo uma luz vermelha piscou no console do navio, indicando um “aviso de cone de deslizamento de entrada”. A Virgin Galactic disse que “em nenhum momento os passageiros e a tripulação foram colocados em perigo como resultado dessa mudança na trajetória”.

Branson, um dos seis funcionários da Virgin Galactic que participaram do voo, voando a mais de 50 milhas acima do deserto do Novo México, em julho elogiou a missão como um precursor de uma nova era de turismo espacial e disse que a empresa que fundou em 2004 está pronta para iniciar as operações comerciais no próximo ano. (Por Reuters)

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!