continua depois da publicidade

Um dos metais mais valiosos do mundo vem perdendo seu valor no mercado financeiro. Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), estão cada vez fechando mais em quedas.

O metal apresenta o menor patamar desde abril deste ano. Caindo mais de 4% em poucos minutos, a onça-troy (medida do ouro – uma onça troy equivale a cerca de 31 gramas) está sendo negociado abaixo dos US$ 1,7 mil.

O mercado do ouro vem sofrendo quedas consecutivas desde 29 de julho, o ouro já caiu quase 4% em agosto e tem baixa acumulada da ordem de 8% no ano segundo dados desta segunda-feira (9).

Por volta das 10h40, o ouro spot (à vista) era negociado a US$ 1.743, uma queda da ordem de 1% em relação ao valor de sexta-feira (6).

Especialistas do mercado acreditam que as quedas estejam ligadas a retirada de estímulos e o aumento das taxas de juros em 2022 e 2023, já que o movimento acontece em meio à retomada econômica pós-pandemia. A alta taxa de desemprego nos EUA é outro fato que influencia nas quedas da bolsa.

Talvez esse não seja um momento positivo para o ouro, mas vale salientar que o metal pode vir a se valorizar com a retomada da economia. O aconselhado para investir em ouro em longo prazo é planejar um investimento a fim de proteger seu capital de flutuações bruscas da economia.

Além disso, se possível, comprá-lo em momentos de relativa estabilidade econômica, quando a demanda é menor e o preço tende a estar mais baixo.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!