continua depois da publicidade

À medida que diferentes países avançam nos testes das moedas digitais do banco central (CBDCs), a população parece se interessar pelo tema.

A empresa de blockchain corporativo Guardtime realizou recentemente uma pesquisa mostrando que adultos de dez países diferentes provavelmente usariam uma CBDC. Quase dois em cada três entrevistados (64%) disseram que “provavelmente usariam” e 33% responderam ser “muito provável” que adotariam uma CBDC. A maioria dos participantes do estudo acredita que uma CBDC dominante será lançado dentro de três anos.

A Guardtime ouviu habitantes de dez grandes regiões econômicas da Europa, Emirados Árabes Unidos, Ásia e América do Norte. O estudo descobriu que apenas 10% dos entrevistados “nunca” usariam uma CBDC. Além disso, foi identificado “forte apoio” dos participantes sobre a ideia de trocar suas economias atuais por CBDCs.

A ideia de ter os salários pagos da CBDC também obteve “forte apoio” na pesquisa Guardtime. “Cerca de um em cada três adultos (33%) estaria disposto a converter suas economias em um CBDC dentro de um mês”, observa o relatório. “Outros 26% fariam isso entre um e seis meses. Apenas 11% dizem que nunca converteriam suas economias para CBDCs.

Os pesquisadores da Guardtime identificaram que o aumento da digitalização do mundo moderno provavelmente fortaleceu a ideia de termos CBDCs utilizadas no cotidiano. O chefe de estratégia da Guardtime, Luukas Ilves, explica que “pessoas em todo o mundo abraçaram rapidamente a digitalização durante a pandemia causada pelo coronavírus e isso parece se refletir no entusiasmo relativo pelo lançamento dessas moedas digitais pelos bancos centrais”.

Para o executivo, é “fascinante” ver que 64% das pessoas estariam dispostas a usar as CBDCs – embora elas ainda não tenham sido lançadas – e estão felizes em apoiar e confiar nos bancos centrais de seus países.

Ao mesmo tempo, a pesquisa da Guardtime detalha que os entrevistados não necessariamente gostariam de parar de usar dinheiro. No entanto, 31% dos participantes aceitariam trocar mais da metade de suas transações financeiras pelo uso de CBDCs dentro de um mês após seu lançamento. Enquanto 28% disseram que iriam  esperar entre um e seis meses para fazer transações financeiras com essas moedas digitais. Havia três questões que os entrevistados consideram muito importantes: privacidade, facilidade de uso e possibilidade de usar CBDCs sem uma conexão com a Internet.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!