continua depois da publicidade

A inflação só faz as coisas aumentarem cada vez mais. E não é só a gasolina que vem sofrendo reajustes, cozinhar também está ficando mais caro.

Para começar o mês nada bem, foi anunciado hoje (1) pelo presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (Asmirg) um novo reajuste pelas distribuidoras.

O aumento já estava esperado desde o dia 26 de agosto e tudo indica que o botijão de gás deve ficar 7% mais caro para os consumidores.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 kg era de R$ 93,65. Em alguns locais, esse valor poderia chegar a R$ 130. Agora, com o reajuste, o gás de cozinha deve ficar até R$ 5,80 mais caro. Em alguns estados, pode haver ainda um acréscimo de R$ 0,30 devido ao aumento do ICMS no mês passado.

Desde o início do ano, o botijão de gás acumula uma alta de 38%. E o pior de tudo, é que tudo indica que mais reajustes venham surgir até o final do ano.

Agora fica a dúvida, está valendo mais pena fazer comida em casa com o preço absurdo do gás ou ir almoçar em um restaurante com o preço absurdo da gasolina?

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!