continua depois da publicidade

Em meio à queda abrupta dos preços de criptoativos, a Bloomberg Intelligence avalia que o Bitcoin (BTC) e as altcoins “entraram no mercado” e, como resultado, se tornarão mais fortes.

Mike McGlone, estrategista sênior de commodities da unidade de pesquisa, usou o Twitter nesta sexta-feira (21), para falar sobre como as moedas digitais estão em um “mercado em alta com desconto” e possuem uma “vantagem chave” sobre as ações.

O preço do Bitcoin durante o crash desta semana bateu em US$ 30.000 antes de se recuperar. As altcoins estão com tendência de alta, com algumas ganhando mais de 70% em menos de um dia.

Segundo McGlone, “o declínio em 19 de maio de virtualmente todos os ativos no encalço do Bitcoin mostrou que a criptomoeda entrou no mercado, com resultados potenciais inclinados a seu favor”.

Na opinião dele, existe uma “volatilidade vantajosa” do cripto em relação às ações tradicionais, pois a montanha-russa de preços recente indicariam que o Bitcoin “pode ter passado no teste de correção”.

McGlone não é o único a considerar que a tendência mais ampla do mercado está intacta mesmo com a volatilidade desta semana.O estatístico Willy Woo, por exemplo, aposta que o Bitcoin está apenas na metade de seu atual ciclo de alta.

Recentemente, em sua participação no Podcast Wolf Of All Streets, acompanhado por PlanB, criador da família stock-to-flow de modelos de preços Bitcoin, ele indicou que o mercado em alta estava 50% completo.

“Ambos os modelos mostram que certamente não estamos no fim do ciclo”, explicou ao apresentador Scott Melker.

“Ainda temos algum espaço para ir até US$ 100.000 em média ou US$ 288.000 em média se você seguir o modelo X do stock-to-flow.”

Além disso o analista veterano Peter Brandt sentenciou pelo Twitter no dia 20 de maio que iria parar de tuitar sobre o Bitcoin, mas dava a seguinte dica: “o mercado atingiu o fundo do poço ontem.”

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!