continua depois da publicidade

Nesta manhã desta quinta-feira (1º), o CEO da Tesla, Elon Musk, fez mais um de seus tuítes excêntricos e acabou promovendo a criptomoeda Baby Doge Coin, autointitulada uma filha da Dogecoin (DOGE). Emulando a música infantil “Baby Shark”, a mensagem do bilionário citando “Baby Doge” fez a criptomoeda de meme mais que dobrar de preço, segundo o Coingecko. Com isso, o token acumula um crescimento de 2033.6% desde sua criação, em 1 de junho.

A publicação, retweetada 27 mil vezes e com mais de 150 mil curtidas no momento em que esta matéria é escrita. Isso fez com que o termo “Baby Doge” acabasse no Trending Topics do Twitter nos Estados Unidos.

O perfil oficial da Baby Doge agradeceu e disse que iria emita 10 quadrilhões de novos tokens – com valor estimado de 7,2 milhões de dólares – para comemorar o primeiro mês de “aniversário”.

O ativo digital, negociado a US$ 0,000000000916 às 6h24 (hora do post), pulou para US$ US$ 0,000000002031 por volta das 11h, aponta o Coingecko. Em 24 horas, a valorização é de 230%.

Cuidado com projetos como a Baby Doge Coin

O token Baby Doge Coin roda na Binance Smart Chain (BSC) e atualmente só é negociado na exchange descentralizada Pancake Swap. Mais uma criptomoeda de meme, foi criado no mês passado por pessoas que se identificam com fãs da DOGE, criptomoeda regularmente promovida por Musk em sua conta no Twitter.

Ainda é cedo para uma avaliação maior do projeto, mas ela já conseguiu atraiu 195 mil investidores. Com a popularidade repentina nesta quinta, indica o BsCam, pelo menos 25 mil novos holders fizeram sua aquisição.

Como ocorre com todo token que surge sem oferecer detalhes sobre seu projeto de logo prazo, analistas emitiram um alerta sobre a possibilidade de rugpull, a “puxada de tapete”, quando os criadores vendem seus tokens por um preço inflacionado e abandonam a moeda, gerando prejuízos para quem acreditou nela.

Compartilhar.
continua depois da publicidade

Deixe seu comentário!